19.2.13

Uma filha old fashion



A temporada no Equador ficou marcada pelas maratonas cinematográficas. Assistimos as duas temporadas de Roma, as quatro temporadas dos Tudors, revisitamos alguns diretores e nos preparamos para uma viagem de férias com filmes sobre história da arte (a viagem começa antes da viagem). As maratonas eram sinônimo de aconchego e de noites de mãos dadas. Em dezembro, o marido apareceu com o Senhor do Anéis. Rapidamente decretei: estou fora, detesto filme de fantasia, tem muita violência e por aí vai. Uma olhada rápida no filme, um dengo antes de dormir e acabei assistindo. Sim, sou facinha. Adorei o filme e estou viciada no universo Tolkien.

Meu pai continua seriamente doente. Há um ano acamado. Para o bem e para o mal, ele está com uma certa confusão mental. Não temos muito o que fazer. Para piorar, moro longe e a família da minha irmã está sobrecarregada. Um dos meus propósitos para a volta ao Brasil é ficar mais tempo com ele. Não tive muito sucesso nas minhas últimas visitas. Acho que sinto tanta angústia, que fujo do quarto e vou passear pelas lindas ruas de Tiradentes. Fui para lá no carnaval. Reconhecendo minhas limitações, pensei que precisava ter apoio para não fugir. Lembrei das noites de aconchego e da última maratona cinematográfica. Corri até o sebo e comprei o Senhor dos Anéis – foi minha estratégia para ficar de mãos dadas com o meu pai. Minha presença é a única coisa que posso dar a  ele nesse momento. 



Deu certo. Li metade da trilogia e estou completando a aventura tolkiana fora do tempo. Quase todo mundo leu na adolescência e assistiu o filme há dez anos atrás. Mas cada pessoa tem seu tempo. Apesar de todas as intempéries, confio que, como no Senhor dos Anéis, tudo termina bem no final.

♥ O Assim ou Assado completou 1 ano. Para retribuir minha alegria, tem sorteio perfumado! Participem! É só deixar uma mensagem no post. O prazo do sorteio foi prorrogada para o dia 28 de fevereiro. Afinal, o mês é de aniversário.



26 comentários:

Pri disse...

Que post bonito, Dani.
Desejo melhoras pro seu pai e uma luz pra saber lidar com isso.
Eu ainda estou como você no início do post sobre as obras tolkianas. Confesso que adormeci no início do primeiro filme. Acho que um dia vem um click pra eu entender melhor a beleza da obra dele.
Eu que odeio best sellers, tô lendo um, da trilogia Millenium, do sueco Stieg Larsson, que foi adaptado pro filme 'The Girl with the Dragon Tattoo' com o Daniel Craig. Acho que todos têm um momento mesmo. 'Orgulho e Preconceito' tá na minha lista há anos. Vai saber...:)
Beijinhos

Carolina Lima disse...

Daniela,
mais uma comprovação do bem que a leitura nos fazem. Muito lindo! ♥

Sobre o livro, acredito que nunca vi o filme nem li 'Senhor dos anéis'. Quando eu acho que vou gostar da história, prefiro ler o para depois ver o filme. Só que ainda tive tempo de ler, então vai ficando.
Estou lendo 'As crônicas de Nárnia' e achei fantástico saber que o autor Lewis era amigo do Tolkien. Inclusive eles tinham o hábito de se encontrarem para trocarem ideias sobre seus livros.

beijinhos :*
Carol
Um blog simples
Sorteio de coisinhas ♥

formaplural disse...

Oi, Daniela, desejo muita força pra vc nesse momento. Encarei uma maratona de hospital com minha avó nos últimos anos e não é nada fácil, mas nada que um pouco de criatividade não nos ajude, não é? Beijos, Helka

Regina Saraiva disse...

Olá Dani,

Me animei em vê o filme. Sempre tive a mesma ideia, de muita fantasia e violência. Como a indicação para assistir sempre viam de adolescentes, achei que não ia gostar e pronto. Quem sabe me apaixono também.
Triste o estado do seu pai, não é nada fácil vê alguém querido nessa situação. Que bom que encontrou uma solução para amenizar sua angustia, que os próximos tempos seja suave para vocês.
beijo

Bel Carvalho disse...

ainda nao li o livro :(
adorei seu blog e já sou sua seguidora!!!
Aproveito e te convido a conhecer o meu cantinho!
Bjs, Bel Carvalho
http://bybelcarvalho.blogspot.com.br/

Eliane Sampaio disse...

Oiii Dani,
nossa melhoras para o seu Pai, imagino como está sendo dificil pra vcs da família, mas desejo muita FORÇA, essa força você encontra em Deus, Ele te dará todos os dias a força nececessária para você permancer ao lado do seu Pai, pois só a sua companha é muito importante pra ele!

Doce dia,
bjoos, eli.

Tamires Tenorio disse...

É muito difícil lidar com um momento tão delicado e às vezes não sabemos o que fazer e ficamos perdidos, mas Deus está na frente de tudo e vai fazer o melhor a cada dia então aproveite os poucos momentos e assim como fez continue segurando a mão dele, pois com certeza ele já segurou muito a sua e agora ele diz filha preciso de te da tua presença. Força!
Beijos no coração
www.inspiresenoamor.com

Teresa Agrello disse...

Dani, que esse momento de angústia passe logo... acredito que Deus é o Senhor de todas as coisas, boas ou não tão boas, e por isso ele sempre nos proverá de paciência, sabedoria, tolerância e principalmente amor. bjins e muita paz pra ti.

Nina disse...

Oi Daniela,
Que lindo o seu carinho com seu pai!
Beijos

Sih disse...

To no serviço, e aqui no escritorio do lado tem um moço lendo esse livro
*-*
http://ixifiqueinoivaeagora.blogspot.com.br

conheça minha loja:

http://www.cherryacessorioseafins.com.br/

M de Maria Ateliê disse...

Oi Daniela!
Não li todos os livros, mas assisti todos os filmes.
Comecei a ler o primeiro em 'português de Portugal' e estava muito complicado...

Lindo post e todo o carinho e amor demonstrados em uma única foto!
Acho que a única coisa que você pode dar é a mais importante :)
Força para você, e dias abençoados com muita fé.
bjs

KINHA disse...

Olá Dani

Imagino a sua angústia e o quanto está sendo difícil para vc.
Uma ótima 3º feira...

AMIGA da MODA by Kinha

Eu que fiz... ou quase isso disse...

Oi Dani, uma lástima a doença do seu pai, espero que vc encontre força, nem que seja nos livros!
O sorteio foi prorrogado para o dia do niver do Eu que fiz!!

bjs

Gélia
http://euquefizouquaseisso.blogspot.com.br/

Francine Borges - Ana Carolina Borges disse...

Que lindo post querida...tenha a certeza que a sua companhia é o melhor rémedio para seu pai mesmo ele tendo a confusão mental...minha avó tem alzaimer e está esquecendo todo mundo mas mesmo assim estamos sempre perto dela fazendo-a rir pois mesmo estão no mundo reservado dela ela é feliz da pra ver nos olhos dela...linda semana querida e muita força e fé em Deus...beijinho

Francine

Bel disse...

Oi Dani, espero de coração que o quer que esteja acontecendo com o seu Pai se resolva logo,logo. Estranho como parece que escuto a sua voz de tão bem feito que são os seus posts. Espero que tudo se resolva, a seu tempo, tanto para o seu pai, para os livros e para você. Um grande abraço, Isabela.

Camila de Sá disse...

Olá tudo bem?!
Acabei de criar um blog bem lindinho e vim te convidar para conhecer!!
Não deixe de acompanhar, pois vai rolar muita coisa linda por lá!
Já estou por aqui te acompanhando tbm!

www.cordecoracao.blogspot.com

Bjks *.*

Camila Faria disse...

Só posso te desejar muita força nesse momento familiar tão delicado Daniela. Que você saiba encontrar o equilíbrio necessário para lidar com a doença do seu pai.

Que bom que o universo Tolkien tem te ajudado nesses dias. Eu confesso que não consigo me aventurar por ele, não gosto de universos fantásticos. Acho que eu prefiro a fantasia do mundo real mesmo. Assisti os filmes, mas pouco tempo depois já havia esquecido a história completamente...

Liduh disse...

Oi Daniela, desejo melhoras para o seu pai e muita força pra vc neste momento difícil... Fique em paz:) Vi o filme e gostei, mas não li o livro. Achei essa foto linda;)
Beijos!

Dona Ju disse...

O seu do seu pai é delicado e por muitas forças e energia que nos enviem doi muito no coração... Meu avô passou assim um tempo, estou longe da cidade onde nasci e quando lá ia sentia que era pouco o tempo que lá estava. Ele estava doente, já com Alzeimer já era complicado e de um momento para o outro piorou... Doeu muito ver durante 6 anos ele cada vez pior, mas a vida continua e temos que acreditar que demos tudo por tudo enquanto foi possível. A companhia pode parecer pouco mas para ele é imenso :)

É bom contar com quem nos ama..

Cá entre nós sobre o senhor dos aneis eu tinha a mesma ideia, ai não gosto disso não quero ver... e depois apaixonei-me :) Tens que ver o Hobbit agora

beijinho grande *

Regina Melo-Jocknevich disse...

Que postagem tocante Daniela, você tem o dom da palavra.

Vendo a mão de seu pai, me lembrei do meu pai q há muito tempo se foi depois de uma longa doença. Como você a única coisa que eu consegui dar a ele foi minha presença.
O Senhor dos Anéis, livro e filme, são ótimos. Acho q é uma 'fuga' saudável viajar por esses caminhos.

Teresa Aparecida de Aquino Soranso disse...

Olá, Daniela, mesmo que te angustie, ele sente sua presença. Minha mãe ficou 21 anos(isso mesmo, 21!), acamada e sem falar. Ela teve um AVC aos 50 anos. Quase metade de minha vida passei cuidando dela e proporcionando tudo o que pude para fazê - la feliz. Sinto - me em paz e o amor dela me aquece em todos os momentos de dificuldade. Quando me cansava, lembrava dela antes da doença (eu tinha 18 anos na época) e isso me dava forças. A vida é assim mesmo, é preciso coragem. Um grande abraço e leia bastante, pra vc e tb pra ele. bjs

M de Maria Ateliê disse...

Oi Daniela!
Espero que esteja tudo bem por aí.

Li um papo lá na Cynthia e meio 'abusada' te enviei um email
:)
bjs,
ótimo finde!

Lilicutes disse...

Olá Daniela, força e fé é tudo que podemos dizer e desejar aos familares e amigos. Espero que Deus esteja com vcs auxiliando e amparando.

Bjs

Kaku

Lia Gloria disse...

Dani, este post está muito 'eu'

Amiga, fiquei tocadinha, ao ver a mão do teu pai, chorei.
Minha mãe está em casa, não operou, ainda, e sente muitas dores. pede que eu segure a mão dela...
quando vi tua mão entrelaçada com a do teu pai, desabei.
Relataste no meu blog, que tua irmã estava sobrecarregada, assim sou eu. meus irmãos não moram aqui, e há horas que penso que não vou aguentar.

Eu também resisti aos Hobbits e elfos por muito tempo, mas acabei sucumbindo rs
Meu marido é cinéfilo, mas é bom leitor também. daí que depois que eu assisti à Trilogia Senhor dos Aneis, ele se empolgou e queria que eu lesse os livros. não li. tenho uma trava. se assistir ao filme primeiro, não leio mais o livro. prefiro ler antes.no momento ele está lendo O Silmarillion, mas é uma leitura densa. relata uma era anterior , a dos Dias Antigos.
Sucumbi de tal forma, que li o livro da Keila, Cores de Outono, e me encantei. detalhe: sempre evitei Paulo Coelho rs

Bjs

M de Maria Ateliê disse...

Oi Daniela!
Uma ótima semana, e que você tenha descansado um pouquinho!:)
bjs
Você está no post do resumo!:)
Carta branca dá nisso rsrs

Ana Matusita disse...

Presença e amor... mesmo na aparente ausência, seu pai certamente se sente amparado e amado.
Beijo grande,
Ana