5.2.13

O que aprendi com uma mousse de chocolate



A importância de priorizar e aceitar meus limites. Minha cabeça é povoada de mil idéias e desejos. Além disso, tenho um bicho formigueiro que mora em mim. Muitas vezes, faço mais do que meu corpo aguenta. No final do ano, nos despedimos do Equador com uma viagem linda pelas praias. Tudo bem, praia boa é praia brasileira. Mas quando você mora no frio, qualquer solzinho e água salgada te levam ao paraíso. Foi tão bom, que cinco dias viraram nove. Chegamos em casa na véspera do ano novo. De tão empolgados, decidimos fazer uma festa. Na parte da manhã, fui para o supermercado com a menina (caos define). À tarde, transferi a guarda da menina para o marido e, em tese, assumi a organização da festa. Comecei pelos adereços. Primeiro, resolvi fazer presentes e guloseimas para as crianças. Resultados: às 17 horas comecei a organizar seriamente a festa e foi uma correria sem fim. Fiz mousse e fui à varanda para aproveitar as últimas luzes do dia. Delícias precisam ser fotografas e compartilhadas. Depois de fotografar, tropecei no pé da cadeira e caí, literalmente, de cara no chão. Não foi possível uma saída honrosa – levantar rápido ou desmaiar. Fiquei um minuto chorando de cara no chão. Passei a noite de ano novo com o braço roxo e mancando. Como disse uma amiga: foi só uma lição do ano velho. Afinal, a mousse voou pelos ares e caiu novamente na tigela. Ficou uma delícia e todo mundo riu da história.  Ah…a festa foi ótima!

Quer fazer a mousse voadora? A receita é uma adaptação do livro Meals in minutes do Jamie Oliver.



Ingredientes:
♥ 280 ml de creme de leite;
♥ 200 g de chocolate amargo para cozinhar;
♥ 2 ovos grandes;
♥ 3 colheres de sopa de conhaque;
1 colher (chá) de extrato de baunilha.


Modo de fazer:
♥ Em uma panela de fundo grosso, aquecer o creme até quase ferver. Retirar do fogo e reservar.
♥ Acrescentar o chocolate e misturar bem até que ele derreta por completo. Depois, acrescentar a gema de ovo e o conhaque. Continuar mexendo até que fique com uma consistência delicada.
♥ Colocar a mistura em uma tigela. Depois, acrescentar 2 claras de ovos batidas em neve. Levar à geladeira, por no mínimo duas horas. 



 A lição aprendida diz muito do meu momento atual: no caos de uma mudança é preciso muito atenção para os limites do corpo e da alma. O corpo chegou, mas parte de mim está entre os Andes e o Cerrado brasileiro. Aparecerei por aqui, mas o blog só volta a programação normal quando uma casa se materializar. Desejem-me sorte!

Ps: a foto pré-tombo é a da tigela.

18 comentários:

Pri disse...

Ai, Dani, acaba a bagunça logo. Quero que você volte a postar de novo.
Essas coisinhas da vida, tropeços e quedinhas só ensinam quando aprendemos a enxergá-las.
A receita parece super fácil. Vou fazer! Yummi!
Adoro suas fotos. Volta logo, vai! =* Bjim!

Artes da Mel disse...

Dani ainda bem q no final tudo deu certo e mousse foi salva...rsss ótima a receita de sua mousse, como eu gosto!
Bjs
Mel

formaplural disse...

Sensacional seu post, Daniela! Confesso que tenho imposto alguns limites pra mim também, estou aprendendo o "dá pra esperar". Beijo grande, Helka

Tamires Tenorio disse...

Que delícia uuuuuuuuuuuuuuuuum deu água na boca
beijos
www.inspiresenoamor.com

Anita disse...

hummm me parece deliciosa!!

http://anitamakingof.blogspot.com.br/

Eu que fiz... ou quase isso disse...

Que história este mousse em amiga!! balança mais não cai, o mousse vc caiu né rsrsr ow se eu vejo alguém caindo não costumo rir não viu rsrs

Agora me diz uma coisa fiquei curiosa com esta gema, assim! não fica com cheiro de ovo não?

Bjs

Gélia

Larissa Banister disse...

Oi amiga, ri com sua historia viu rs rs no fim a mousse ficou linda e eu amo esse livro do Jamie Oliver, fiz varias receitas do Refeicoes em 30 minutos e agora comprei o do 15 minutos, vale super a pena. Beijos =*

M de Maria Ateliê disse...

Oi Daniela!
Coisas de leonina...
Inquietas por natureza, querendo correr mais do que o mundo :)
O corpo vive dando sinal, nós que fingimos não ver.
Passado o susto...e a dor, linda e apetitosa mousse!
Eu desejo muita sorte e aumento o coro da Priscila : volta logo :)
bjssss

É um pratinho rosa ou são doilies?
Não consegui descobrir...rs

Eliane Sampaio disse...

Oiee Dani,
nooossa que coisa rsrs Mas graças a Deus não foi nada mais sério!
Parece deliosa essa mousse...

Volta loooogo!

Bjoos, eli.

Decora Adora disse...

Hola Daniela ese postre de chocolate muuuhh yo adoro el chocolate
muchos cariños

Lia Gloria disse...

Eu sei que é sacanagem rir da desgraça alheia rs, mas não dá pra segurar kkkk
caramba, que virada de ano heim?! super diferente rs

Nossa, e que receita, dos deuses! adoro receita com conhaque \o/

Sucesso na transição e adaptação!

bjs

Lala Ismerim disse...

A mousse parece uma delícia!
E olha, você deu até sorte com a queda, quando caí de cara no chão acabei cortando o lábio!
Beijo

Camila Faria disse...

Hahaha... adorei a história da mousse voadora! Coitadinha de você! Ainda bem que, pelo menos, a mousse não se espatifou no chão, seria uma tragédia!

Liduh disse...

Ahhh essa mousse voadora tem uma cara deliciosa. Nunca fiz mousse de chocolate, adorei essa receita e ri com a sua história:) Agora pode rir, né?;) Boa soooorte e felicidades!!!
Beijos!

Natalia disse...

Tadinha!! essas coisas acontecem mesmo :)
Fiquei morrendo de vontade de provar, as fotos ficaram lindas.

Daniela de Paula disse...

maria, são doilies. Comprei em Berlim, foi caro...mas não paro de admirá-las.
beijo,

Daniela de Paula disse...

Gélia,
Não fica com cheiro de ovo. Se a gente pensar, é meio nojento. Na grigolandia é muito comum receita com ovos crus. bj,

Regina Melo-Jocknevich disse...

Muito boa sorte pra vocês nessa nova etapa de suas Vidas.

Vá devagar, dê tempo ao tempo, recomeçar uma Vida em um novo país demanda energia, paciência, sabedoria.

Mesmo que isso seja uma característica sua, e muitas vezes é uma característica positiva, não tente abraçar o mundo com as mãos.

A mousse voadora parece ser uma delícia. Fiz novamente os cogumelos com queijo, dessa vez ficou perfeito.

Um grande abraço